Máscaras de festa, casamentos, debutantes, eventos em geral.

Portfólio: Máscaras

Orçamento: puraartemascaras@gmail.com

WhatsApp/ Cel: 024 988489591 seg a sex das 9h às 18h

Gallery

19 de jan de 2009

On segunda-feira, janeiro 19, 2009 by Gio Paola in    No comments


Soneto LXXXVIII

Quando me tratas mau e, desprezado,
Sinto que o meu valor vês com desdém,
Lutando contra mim, fico a teu lado
E, inda perjuro, provo que és um bem.
Conhecendo melhor meus próprios erros,
A te apoiar te ponho a par da história
De ocultas faltas, onde estou enfermo;
Então, ao me perder, tens toda a glória.
Mas lucro também tiro desse ofício:
Curvando sobre ti amor tamanho,
Mal que me faço me traz benefício,
Pois o que ganhas duas vezes ganho.
Assim é o meu amor e a ti o reporto:
Por ti todas as culpas eu suporto.

Fonte: William Shakespeare

0 comentários:

Postar um comentário

Escreva sua dúvida no campo de mensagem acima e coloque seu e-mail, para que possamos retornar.
Um grande abraço e MUITO obrigada!

Giovana Paola